A localização genealógica da psicologia pericial no sistema judiciário: implicações éticas

Bárbara Cossettin Costa Beber Brunini, Silvio José Benelli

Resumen

O presente trabalho é um ensaio das escritas de nossa dissertação de Mestrado em Psicologia e Sociedade da Unesp/Assis, que se propõe a problematizar as interfaces presentes na relação entre Psicologia e Direito quando da inserção do profissional psi em ambientes judicializados atuando como agente judicial de acordo com o previsto pelo Código de Processo Penal. A metodologia por nós eleita é a da genealogia foucaultiana, encontrando nas escritas e reflexões de Michel Foucault, as indicações para as problematizações por nós propostas sobre as implicações éticas do sujeito da psicologia pericial. As relações de poder-saber que atravessam fazeres profissionais, o olhar vigilante do poder que disciplina o comportamento dócil, o exame como atividade esperada do profissional psi como prova no auxílio do processo decisório do juiz, todos mecanismos de uma ortopedia visualizada nas intervenções ainda reproduzidas por psicólogos que emergem nestes territórios jurídicos.

Palabras clave

Psicologia Jurídica; Perito; Implicações Éticas

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))
Copyright (c) 2016 Bárbara Cossettin Costa Beber Brunini, Silvio Benelli