Habilidades sociais como fatores de risco e proteção entre homens usuários de crack

Jaluza Aimèe Schneider, Ilana Andretta

Resumen

As habilidades sociais (HS) são consideradas fatores de risco e de proteção para o consumo de diversas substâncias, porém, essa relação ainda é pouco explorada tratando-se do uso do crack. Assim, objetivou-se avaliar a relação preditiva das HS e das características sociodemográficas sobre o transtorno por uso de crack em 113 homens divididos em dois grupos: usuários de crack (US) e não usuários de substâncias (NUS). Os instrumentos utilizados foram: entrevista de características sociodemográficas e o Inventário de Habilidades Sociais. Os resultados identificaram que maiores habilidades sobre enfrentamento com risco (OR=8,6) e menores habilidades de conversação e desenvoltura social (OR=-0,19) apresentaram-se como fatores de risco para pertencer aos US. Ter filhos (OR=4,9) e ser solteiro (OR=9,6) ou separado/divorciado (OR=7,3), também aumentou a probabilidade do uso do crack. Enfatiza-se a importância de incluir, nos programas de prevenção primária ao transtorno por uso do crack, aspectos das HS específicas e questões relacionadas ao contexto familiar.

Palabras clave

Habilidades sociais; Crack (Droga); Fator de risco

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))
Copyright (c) 2017 Jaluza Aimèe Schneider, Ilana Andretta