A Experiência da Parentalidade Tardia: Percepções de Pais e Mães

Daiana Quadros Fidelis, Denise Falcke, Clarisse Pereira Mosmann

Resumen

Objetivou-se compreender a experiência da parentalidade tardia na percepção de pais e mães por meio de uma pesquisa exploratória e descritiva, com método de análise de dados qualitativo. Participaram cinco casais heterossexuais casados ou morando juntos há mais de dois anos em que a mulher teve filho acima dos 35 anos, ambos com atuação profissional, com filho primogênito de até um ano de idade. Um questionário de dados sociodemográficos e uma entrevista semiestruturada foram respondidos separadamente pelos participantes. Os resultados apontaram que os casais planejaram a gravidez, o que parece ter se refletido na capacidade de adaptabilidade de ambos na transição. Tanto a mãe quanto o pai percebem-se participativos na parentalidade e cada genitor vê o outro dedicado ao processo. Os resultados destacam a importância de pesquisas que acompanhem as transformações sociais que repercutem nas famílias e por isso necessitam de um olhar permanente dos investigadores da área.

Palabras clave

Parentalidade; Maternidade; Paternidade; Gestação tardia

Texto completo:

PDF (Português (Brasil))

Métricas de artículo

Cargando métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM
Copyright (c) 2018 DAIANA QUADROS FIDELIS, Denise Falcke, Clarisse Pereira Mosmann